24 de agosto de 2017

Felicidade

leve como o chumbo afundando todos os dias
um eterno retorno, preso ao tempo
sem fast forward and there's no going back

segue como um raio, um risco, um cisco, um riso
uma intempérie imprevista e impossível
sem pista, simplesmente um passo e pronto:

flutua belamente, como um avião sem asas
é inesperada e surpreendente
chega suave e etérea, um sonho sem sentido
uma pintura de plumas de aço que alça voos
pousa mariposa morna lisa
e transforma em forma e verso tudo o que pisa

logo depois, tudo volta
é súbito, um edifício que cai
e nada tivesse acontecido, vai
mas logo
- senta, espera, não demora -
volta

21 de agosto de 2017

Em agosto (ou 26)

Mais um dia frio em agosto
não sou rei de nada
mas já fui deposto
e não há duende, bruxa ou fada
que devolva o meu posto

Mais um dia frio em agosto
em Curitiba o vento gelado
passa e corta o rosto:
moribundo e desanimado
alma e coração em desgosto

Mais um dia frio em agosto
já não vejo sol faz mais de ano
e do meu brilho suposto
não há notícia no cenário urbano;
vivendo meio a contragosto

resta apenas a certeza que haverá
Mais um dia frio em agosto.

23 de julho de 2017

Vinho

devia ver como eu te via
naquele dia que você não era via
mas em ti passeava todas as luzes
- pura euforia -

eu que já nada devia
penhorava toda minha rima vida lágrimas poesia
para dos teus olhos negros
fazer brotar o dia